quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Recôncavo News

Mulher mais velha do mundo faz 117 anos e revela segredo da longevidade

Nascida em 29 de novembro de 1889, a italiana Emma Morano completa nesta terça-feira seu 117º aniversário. Considerada a pessoa viva mais velha do mundo pelo Guinness, ela sobreviveu a duas guerras mundiais e, na vida privada, a um casamento abusivo. Ela agradece à genética pela longevidade — sua mãe morreu aos 91 anos e algumas irmãs se tornaram centenárias —, e a uma estranha dieta que está longe de ser considerada saudável. Eu como dois ovos por dia e só. E alguns biscoitos, mas eu não como muito porque não tenho dentes — contou Emma, ao “Guardian”, de sua casa em Verbania, uma comuna ao norte da Itália, às margens do Lago Maggiore.
Quando Emma nasceu, a Itália era governada pelo rei Humberto I e a Fiat ainda não existia. Natural de Piemonte, Emma é a mais velha de oito irmãos, todos já falecidos. Ela se torna neste ano a mulher mais velha do mundo, após a morte da americana Susannah Mushatt Jones, em maio último. Ela é a última pessoa viva nascida nos anos 1800. Emma é uma pessoa solitária, e preza por isso. Ela deixou o marido violento em 1938, logo após a morte ainda na infância de seu único filho. Desde então, vive sozinha, trabalhando numa fábrica de sacos de juta para se manter. Porém, desde o ano passado, tem a companhia de uma cuidadora. Para o aniversário, Emma deve receber visitas.
As pessoas virão. Eu não convido ninguém, mas elas aparecem — disse Emma. — Da América, Suíça, Áustria, Turin, Milan... Elas vem de todos os lugares para me ver. Apesar de lúcida, Emma já possui problemas de saúde por causa da idade. Desde o ano passado, ela passa a maior parte do tempo na cama. Está surda, fala com dificuldade e não enxerga bem o suficiente para assistir televisão, então passa a maior parte do tempo dormindo ou comendo. Para a comemoração dos 117 anos, ela deve receber parentes e jornalistas, assim como a prefeita de Verbania, Silvia Marchionini. Fonte: Jornal O Globo.