terça-feira, 29 de novembro de 2016

Recôncavo News

Comissária é uma das sobreviventes do acidente com avião que levava a Chapecoense

A equipe de voo da companhia Lamia, que levava a delegação da Chapecoense para Medllín, para o jogo da quarta-feira (30), era toda boliviana. Do grupo que trabalhava no voo que caiu nesta terça-feira (29), sobreviveram a comissária de bordo Ximena Suárez Otterburg, que mora em Santa Cruz de la Sierra, e Erwin Tumiri.
"A clínica Sommer recebeu uma auxiliar de voo, que está bem, de nome Jimena", disse Guillermo Molina, diretor da clínica San Juan de Dios de la Sierra, na Colômbia, para onde foi parte dos sobreviventes do acidente com o voo que levava a delegação da Chapecoense, jornalistas e dirigentes para Medellín. Além de Ximena, foram socorridos com vida do local do desastre os jogadores Alan Ruschel, Jackson Ragnar Follmann e Hélio Hermito Zampier Neto e o jornalista Rafael Henzel Valmorbida.
O zagueiro Neto foi encontrado com vida entre os destroços da aeronave horas depois. Danilo não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A equipe boliviana era composta por Miguel Quiroga, Ovar Goyti, Sisy Arias, Alex Quispe, Gustavo Encina, Ángel Lugo e Romel Vacaflores, que era assistente de voo. A companhia Lamia, Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación, foi inicialmente constituída na Venezuela em 2009 e depois mudou a sede para a Bolívia. Fonte: Correio 24hs.