sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Recôncavo News

Tradicional rádio baiana não renova contrato e 15 funcionários ficam desempregados

Os ouvintes acostumados a ouvir a equipe Alto Astral, pela Rádio Excélsior da Bahia, vão ter que mudar de frequência, a partir de novembro. Por falta de entendimento comercial, o contrato entre o jornalista e empresário Mário Freitas e a emissora ligada à Arquidiocese de Salvador, não foi renovado, depois de muitas discussões e tentativas de acordo. A direção da emissora decidiu fazer uma fusão com a Rádio Vida FM, do mesmo grupo e ainda mudar o comando para a equipe do radialista Renan Rocha.
O resultado do fim dessa parceria, são cerca de 15 pessoas desempregadas, a maioria radialista, todas ligadas a Mário Freitas que manteve a equipe de esportes no ar nessa emissora, durante os últimos 25 anos. Por causa do rompimento desse contrato, o clima foi de tristeza na manhã desta sexta-feira (28), nos bastidores da emissora, onde, também podia ser sentida muita revolta por parte dos que participaram das negociações com a direção da emissora.
“Não houve nenhuma boa vontade em negociar e isso ficou claro em todos os encontros que tivemos”, disse um dos integrantes da equipe, evitando outros comentários para evitar “falar o que não devo em um momento tenso como este”. Pedindo para não ser identificado e na esperança de que as coisas poderão ganhar um rumo diferente do que foi definido hoje, ele deixou a emissora, no entanto, sem saber dos rumos para o futuro. O jornalista Mário Freitas confirmou o fim do contrato na área esportiva depois de vários anos com a emissora da “Família Católica da Bahia”, como é conhecida a Rádio Excélsior, a segunda mais antiga da Bahia e com ampla tradição no esporte. “No total, são 42 anos de trabalho nas duas passagens por aqui, sendo, então, o locutor que mais falou nessa rádio”, contabiliza Mário Freitas.
A partir de segunda-feira, estarão disponíveis no mercado, locutores como José Antônio Melo, Ivo Ferraz e Marcos Costa, narradores, Fernando Cabus, Luis Brito e Sérgio Toniello, comentaristas, Dito Lopes, Carlos Sobral, repórteres e França Almeida, plantonista, que formam a equipe “Alto Astral”, comandada por Mário. Além desse grupo, estão pessoas ligadas à área administrativa que também ficam sem atividade devido à falta de acordo comercial. Fonte: Agora na Bahia.