terça-feira, 11 de outubro de 2016

Recôncavo News

Padre é morto estrangulado após dar carona para adolescentes de 16 e 17 anos

Um padre de 35 anos foi morto por estrangulamento em Rondonópolis, no interior do Mato Grosso. O corpo de João Paulo Nolli foi encontrado no último domingo (9), em um terreno baldio da cidade. Três adolescentes foram detidos pela Polícia Civil na segunda-feira (10) como os principais suspeitos de terem matado o sacerdote. Em depoimento, os três adolescentes, que têm idade entre 16 e 17 anos, confessaram o crime. Eles disseram à polícia que estavam andando na rua, quando o padre passou de carro e lhes ofereceu carona.
De acordo com o delegado Gustavo Belão, da Polícia Civil, os adolescentes contaram que entraram no carro e, no meio do caminho, discutiram com o padre e o mataram. “A investigação deve apontar agora o motivo dessa discussão”, afirmou o delegado. Ainda segundo a polícia, o padre foi retirado do veículo e estrangulado em um terreno baldio, onde os suspeitos deixaram o corpo. O carro, a carteira e o celular do padre foram levados pelos adolescentes.
Outras quatro pessoas, entre elas um adolescente de 14 anos e três homens de 25,30 e 32 anos, foram detidas no domingo suspeitas de receptação do carro e dos pertences roubados de João Paulo. O corpo de João Paulo foi velado na Paróquia São José Esposo, localizada na Avenida Vereador Lourenço Neto, no Bairro São José II. Ele era pároco da comunidade São José Esposo. O prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PPS), decretou luto oficial de três dias pela morte do padre. Fonte: G1.