quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Recôncavo News

Homem levado para a delegacia não é o maníaco da seringa

O homem preso e levado para a 11ª Delegacia de Polícia do bairro Tancredo Neves, não é o maníaco que está atacando pessoas nas ruas de Salvador com uma seringa, contendo um líquido até agora não identificado. De acordo com a polícia, o suspeito levado nesta quarta-feira (19), depois de apreendido na Estação Pirajá por seguranças tem problemas mentais e é morador de rua.
Sem documentos, o homem foi encontrado por seguranças portando uma seringa, mas, em princípio, a polícia constatou que o conteúdo é água com pó de café. Ele não fez nenhum ataque, apenas encontrou uma seringa no lixo e alguém que o viu com o objeto em mãos, chamou a segurança. No primeiro depoimento ao delegado Israel Aristides, ele disse que a seringa é para curar a própria “amnésia” e ele pretendia fazer a auto aplicação.
A polícia também descobriu que o homem já ficou internado no Hospital Juliano Moreira, especializado no tratamento de doentes psiquiátricos. Além de problemas mentais, o rapaz de 28 anos, sofre de epilepsia e esquizofrenia. Ele ficou na delegacia aguardando a chegada de parentes que moram no bairro Calabetão. O delegado disse que a manutenção dele na delegacia foi uma medida de prevenção à própria vida, diante dos rumores espalhados em redes sociais. Fonte: Agora na Bahia.