sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Recôncavo News

Jovem passa mal e liga para a emergência; polícia chega e o espanca até a morte

Um jovem de 21 anos morreu em Baltimore, nos Estados Unidos, depois de ser espancado por policiais. Foi a própria vítima, Tawon Boyd, que ligou para a emergência pedindo socorro porque estava se sentindo mal. Mas os policiais que atenderam a ocorrência o encontraram desorientado e teriam usado força extrema para contê-lo. A advogada Latoya Francis-Williams, que representa a família Boyd, afirma que Tawon ligou para a emergência porque se sentia desorientado e queria ser levado para um hospital.
"Eles realmente deveriam estar lá para levá-lo à unidade de saúde mais próxima", afirmou a advogada. Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram em depoimento que encontraram Boyd desorientado. o rapaz teria pedido que os oficiais entrassem em sua casa porque a namorada o teria intoxicado. O jovem também teria tentado subir numa viatura. Testemunhas relataram que os oficiais agrediram o rapaz com socos e o jogaram no chão com violência. Depois, eles o sufocaram na tentativa de imobilizá-lo.
"De acordo com a testemunha, o senhor Boyd estava gritando 'pare, pare, eu não posso respirar'", relatou Francis-Williams. "A testemunha descreveu que pouco depois dela ter gritado 'pare' Boyd espumou pela boca e seu corpo ficou mole". Tawon Boyd foi levado para um hospital e permaneceu no CTI por três dias até ser declarado morto, na última quarta-feira. Ele teria um inchaço no cérebro e líquido nos pulmões. O resultado da necrópsia, no entanto, só ficará pronto em um mês. Fonte: Jornal Extra.