terça-feira, 9 de agosto de 2016

Recôncavo News

SURREAL: Polícia Rodoviária Federal flagra 16 pessoas em um só carro


Não era prova de gincana, mas poderia ser. Não fosse infração grave de trânsito, seria um feito e tanto. Dezesseis pessoas, entre elas oito crianças, viajavam dentro de um carro popular com capacidade para cinco ocupantes quando o veículo foi parado em uma blitz da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na rodovia Presidente Dutra, em Seropédica, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A cena impressionou até mesmo os policiais já habituados à fiscalização nas estradas. "A gente já viu com 10, 12, mas com 16 foi algo extraordinário, que nunca tínhamos visto. Ficamos todos surpresos", diz José Hélio Macedo, agente da PRF e chefe do Núcleo de Comunicação Social da corporação.
Quando foram abordados, dois adultos --o motorista e sua mulher-- e duas crianças se apertavam nos bancos da frente de um Fiat Tempra já castigado pelo tempo. No banco de trás, doze ocupantes praticavam contorcionismo: seis crianças, quatro adolescentes e dois adultos --um casal de conhecidos que pegou carona com os donos do carro. O grupo saíra de Sorocaba, em São Paulo, a pouco mais de 450 km da parada forçada. Em condições normais, esse trecho da viagem pode durar quase seis horas. O grupo contou que pretendia "tentar a vida" na capital fluminense, a cerca de 75 km de Seropédica. Segundo Macedo, eles se identificaram como ciganos e não deixaram nenhum contato no posto da polícia, que fica logo após um pedágio da via Dutra.
De acordo com a PRF, durante a abordagem, os agentes verificaram que um dos ocupantes do veículo, um homem de 45 anos, cuja identidade não foi divulgada, era foragido da Justiça. Com um mandado de prisão em aberto pelo crime de furto, ele foi encaminhado à 48ª Delegacia de Polícia Civil, em Seropédica. Esta, contudo, não foi a única irregularidade encontrada no inusitado flagrante. O condutor, cujo nome também não foi informado pela Polícia Rodoviária Federal, não possuía habilitação para dirigir. E o licenciamento do automóvel estava vencido. O Tempra que transportou a família de São Paulo ao Rio acabou ficando retido no pátio da PRF. Os outros ocupantes do veículo foram liberados em seguida. Fonte: Uol.