domingo, 14 de agosto de 2016

Recôncavo News

Mulher resolve abortar após descobrir que gerava com síndrome do ‘bebê sereia’

Uma mulher de 23 anos resolveu tomar uma atitude drástica aos 6 meses de gestação. Em uma das consultas ao médico, a chinesa descobriu que seu filho apresentava uma condição rara chamada popularmente de “Bebê sereia”. De acordo com o jornal “Sun”, o feto não tinha bexiga a apresentava fígado reduzido. Os médicos que cuidavam da gestante disseram que ela sofria de uma rara condição chamada de sirenomelia (ou disgenesia caudal) e conhecida como “Síndrome da Sereia”. A doença é uma deformidade que faz com que as pernas se desenvolvam juntas, danda a impressão de ser uma cauda de sereia. Fonte: Varela Notícias.