domingo, 10 de julho de 2016

Recôncavo News

Multidão de venezuelanos cruzam a fronteira para comprar comida na Colômbia

Milhares de venezuelanos cruzaram neste domingo (10) a fronteira com a Colômbia, aberta durante 12 horas pelo governo da Venezuela para que os cidadãos do país possam ir à cidade colombiana de Cúcuta para comprar alimentos e remédios. Longas filas se formaram diante das alfândegas desde as 5h (6h em Brasília), à espera da abertura da passagem, às 6h. Muitas pessoas tinham dormido em veículos estacionados nas ruas próximas ao local, segundo a France Presse.
Houve tumulto para atravessar a ponte internacional Simón Bolívar, que liga a cidade venezuelana de San Antonio del Táchira com o município colombiano de Cúcuta, com grande número de pessoas em busca de produtos em meio à escassez vivida na Venezuela. "Somos daqui de San Antonio, não temos nada de comida para dar aos nossos filhos, então não me parece justo que a fronteira fique fechada", disse à agência EFE em Cúcuta uma mulher que acabava de atravessar a ponte com o marido e dois filhos, de 5 e 2 anos de idade, e que preferiu não revelar o nome.
"Viemos comprar comida, porque não estamos conseguindo o básico" na Venezuela, disse à France Presse Claudia Durán, uma das moradoras que cruzou a pé cerca de 700 metros para alcançar o território colombiano. Houve momentos de desespero durante o cruzamento da fronteira. Por volta das 7h, se formou uma aglomeração em frente aos postos alfandegários e a multidão se esquivou, em debandada, dos controles militares para avançar. As autoridades retomaram rapidamente o controle da situação, informou a France Presse. Fonte/Fotos: G1.