domingo, 10 de julho de 2016

Recôncavo News

Cabeça de bebê é recolocada cirurgicamente após decapitação interna. Entenda

Em um feito notável da medicina moderna, os cirurgiões conseguiram recolocar a cabeça de uma criança que havia se separado do pescoço em um grave acidente de carro. Mas, antes de imaginar algo absurdo, esta foi uma decapitação interna, ou seja, a cabeça não foi completamente separada do corpo. Independentemente disso, esta acabou sendo uma proeza cirúrgica.
A vítima, Jackson Taylor, tinha 16 meses de vida e estava no carro com sua mãe e irmã, quando ela bateu de frente com outro veículo a 110 km/h, no mês passado. A força do impacto foi suficiente para fazer sua coluna vertebral se separar de sua cabeça, mas felizmente, ele permaneceu vivo. Após chegar à sala de operações de um hospital em Brisbane, na Austrália, a criança passou por uma cirurgia de 6 horas onde o cirurgião de coluna vertebral, Geoff Askin, utilizou técnicas inovadoras com arames e um pedaço da costela do menino para enxertar suas vértebras de volta ao lugar.
A criança passou dois meses com uma cinta, também chamada de “halo” em sua cabeça, evitando qualquer tipo de movimento. Essa fase foi crucial para permitir uma completa recuperação. Os médicos dizem que ele será capaz de ter uma vida normal, e esperam não existir nenhuma sequela. Fonte: Jornal Ciência.