quarta-feira, 29 de junho de 2016

Recôncavo News

Universitário morre após levar tiro na cabeça em perseguição policial

O universitário Julio César Alves Espinoza, 24, morreu nesta terça-feira (28) após ser baleado na cabeça e o carro dirigido por ele ser atingido por ao menos 16 tiros durante uma perseguição policial na madrugada desta segunda-feira (27) na Vila Independência, na zona leste de São Paulo.

Ele chegou a ser levado ao Hospital Estadual da Vila Alpina, onde tinha estado considerado grave, mas não resistiu. Pai do universitário, o mecânico Julio Ugarte Espinoza, 63, disse à que o filho teve morte cerebral após a bala ficar alojada na cabeça.

Ele afirmou ainda que os órgãos do filho serão doados. Ele ainda não sabe onde será o velório e o enterro do universitário. Espinoza cursava tecnologia logística na Uninove da Vila Prudente e, segundo a Polícia Civil, não tem antecedentes criminais. À polícia o pai disse que o jovem voltava para casa depois de trabalhar em um buffet na avenida Goiás, em São Caetano do Sul (Grande São Paulo). O mecânico também falou na delegacia que o jovem já tinha fugido da PM em outra ocasião para não ter o carro utilizado por toda a família, apreendido devido a problemas de licenciamento. Fonte: Folha de São Paulo.