quarta-feira, 1 de junho de 2016

Recôncavo News

Laudo revela que acusada de assassinar ex durante relações é sociopata

Laudos médicos classificaram a jovem Vania Basílio Rocha, 19 anos, como sociopata, uma pessoal com transtorno de personalidade antissocial. Ela é acusada de matar o ex-namorado a facadas durante relações em Vilhena, Rondônia. Mesmo com o resultado, o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) diz que Vania não pode ser considerada isenta e deixar de responder por seus atos, pois mostrou "plena capacidade de entender o caráter criminoso do fato". Por recomendação médica, no entanto, Vania vai receber acompanhamento psiquiátrico.



Ela confessou que matou o ex-namorado, Marcos Catanio Porto, no final do ano passado, sem razão. "Queria matar alguém. Fiquei olhando olho no olho até ele morrer", afirmou a jovem na época. Marcos foi morto com 11 facadas. Vania está presa em Vilhena. 

Avaliação 
Um perito legista oficial da Delegacia de Polícia Civil de Vilhena e um médico psiquiatra foram responsáveis pelos laudos traçando perfil psicológico de Vania. "Entretanto, a capacidade de determinação era reduzida ao tempo da ação, de modo que é imperioso o reconhecimento de sua semi-imputabilidade, com o prosseguimento do feito e em caso de eventual condenação, submetê-la a tratamento adequado", diz decisão do TJ-RO.



O defensor público que cuida do caso de Vania, George Barreto Filho, afirmou ao G1 que ainda está decidindo sua estratégia. "O caso ainda está na fase de investigação. Se apresentarmos apenas a tese de doença mental, a sentença poderá ser decidida pelo magistrado presidente, sem precisar ir necessariamente para o Tribunal do Júri", diz. Fonte: G1.