quinta-feira, 16 de junho de 2016

Recôncavo News

Emocionante! Mãe conhece filho depois de ficar 45 dias em coma

A primeira vez que uma mãe segura o seu filho nos braços é sempre emocionante. Só que no caso da jovem Andreia Vasconcelos, 29 anos, a emoção foi ainda maior - é que ela deu à luz enquanto estava em coma, aos seis meses de gestação, após contrair o vírus da gripe H1N1. O drama começou no dia 20 de abril, quando Andreia contou ao marido que estava com um resfriado.

Dois depois depois, ela sentia dificuldade para respirar e precisou ser socorrida para o Complexo Hospitalar de Niterói. "Ela estava ficando com os dedos dos pés e das mãos roxos de tanta força que fazia para respirar. Foi então que os médicos identificaram que ela estava com um quadro de gripe suína e resolveram sedá-la. Fiquei em estado de choque, porque pensava na vida dela e do meu filho", disse o eletricista Aldenir da Silva Souza, 37 anos, marido de Andreia, em entrevista ao jornal Extra.

O quadro dela de insuficiência respiratória piorou e, dois depois, os médicos decidiram fazer uma cesariana para tentar salvar a vida do bebê e da mãe, que estava sem consciência. O pequeno Jonatam nasceu pesando 1,2kg, e sofreu três paradas cardíacas. O menino é o primeiro filho do casal. Já Andreia, que precisou ficar sedada e entubada, ficou 45 dias em coma. Ela também precisou da ajuda de um pulmão artificial para conseguir respirar. "Precisamos submetê-la à chamada oxigenação por membrana extracorpórea, que substitui a função dos pulmões e permite que o órgão descanse para se recuperar", comentou o médico Moyzes Damasceno.

Andreia eventualmente se recuperou, e tomou um grande susto ao acordar e perceber que não estava mais grávida." No dia que despertei, fiquei confusa e precisei tomar tranquilizantes. Só fiquei mais calma depois que consegui encontrá-lo", relembrou. O primeiro encontro entre mãe e filho foi emocionante. Jonatam se recupera bem e já está pesando 1,6kg. "Ele é a coisa mais linda. Não vejo a hora de irmos para casa", projetou Andreia. "O nosso Jonatam é uma verdadeira fortaleza, cada dia fica mais forte. Para nós, cada pequeno passo em sua evolução é uma grande conquista", se derreteu o pai do pequeno. Andreia está fazendo sessões de fisioterapia para recuperar os movimentos perdidos durante o seu período em coma. A previsão é de que ela tenha alta médica na semana que vem. O bebê também segue internado, se recuperando, e ainda não tem previsão de alta. Fonte: Correio 24hs.