sábado, 4 de junho de 2016

Recôncavo News

Drama de jovem conhecido como homem-árvore desafia médicos

Abul Bajandar, de 26 anos, ficou conhecido na região onde mora na Índia como o “homem-árvore”. O apelido surgiu devido às enormes verrugas que se assemelham a uma casca de árvore e cobrem suas mãos e pés. A condição de Bajandar é chamada de epidermodisplasia verruciforme, popularmente conhecida como “doença do homem-árvore”. Causada por uma falha do sistema imunológico que aumenta a vulnerabilidade ao papilomavírus humano (HPV), a doença ainda é pouco conhecida e não tem cura.

As poucas informações sobre a afecção mostram que não é contagiosa e está relacionada ao câncer de pele. Estima-se que sua incidência seja de menos de um caso entre um milhão, mas apenas quatro pessoas no mundo – duas na Indonésia, uma da Romênia e Bajandar, na Índia – foram identificadas com a doença até hoje.

Atualmente, Bajandar está passando por testes no Hospital Universitário de Dhaka, o maior hospital público do país e em breve deverá ser submetido a uma cirurgia para retirar as deformidades. O médico Sen, que dirige a unidade de queimados e cirurgia plástica no Hospital, disse que este é o primeiro caso em Bangladesh. “Talvez não consigamos oferecer uma cura absoluta, mas talvez possamos ao menos tentar deixar suas mãos funcionais”, disse Samanta Lal Sem, médico responsável pelo procedimento, ao jornal local The Daily Star. A equipe responsável irá tratar o caso sem custo nenhum para o paciente. Fonte: Veja.