quarta-feira, 8 de junho de 2016

Recôncavo News

Arqueólogos descobrem esqueletos de vítimas de massacre há 6 mil anos

Pesquisadores descobriram vestígios de um massacre acontecido há cerca de 6 mi anos, no Leste da França. Segundo a equipe do Instituto Nacional de Investigação Arqueológica, os achados em Achenheim, a 10km de Estrasburgo, são prova de uma "fúria guerreira ritualizada". Em uma mesma área, os arqueólogos encontraram mais de 300 silos cobrindo fossas que serviam, principalmente, para armazenar cereais e outros produtos durante o período Neolítico.

Os depósitos foram encontrados no interior de uma grande vala em forma de "V". Trata-se de um recurso defensivo que evidencia "tempos confusos", um período de insegurança cerca de 4400 anos antes da era Cristã que forçou a população a se proeteger, segundo os arqueólogos. No fundo de um dos depósitos eles descobriram os restos de dez pssoas, aparentemente vítimas de um massacre. São seis esqueletos completos com várias fraturas, principalmente nas pernas, nas mãos e no crânio. Como são do sexo masculino, estima-se que são todos guerreiros.

Foram torturados duramente e receberam golpes violentos, feridos por pedaços de pedra - contou o cientista Philippe Lefranc, do instituto arqueológico. Além dos esqueletos completos, os pesquisadores identificaram quatro braços de três homens e um de um indivíduo jovem que tinha entre 12 e 16 anos quando morreu. Estes membros eram, sem dúvida, "troféus" como aqueles encontrados em 2012 em Bergheim, ao Norte de de Estrasburgo, afirma Lefranc. Fonte: Jornal O Globo.