sábado, 14 de maio de 2016

Recôncavo News

Surpresa assustadora: esqueleto é encontrado dentro de árvore


Quando uma velha faia tombou durante tempestades na Irlanda, uma surpresa esquelética estava escondida na gigantesca massa de raízes: os restos de um menino medieval.
A árvore de 215 anos de idade caiu em Collooney, uma cidade no condado de Sligo, na costa noroeste da Irlanda. Análises preliminares dos ossos feitas pela pesquisadora Linda Lynch e sua equipe da Sligo-Leitrim Archaeological Services (IAS), uma empresa de consultoria privada, revelaram os restos de um jovem que tinha entre 17 e 20 anos de idade quando morreu.

Os pesquisadores também dataram os ossos através da medição via carbono-14, um isótopo radioativo que ocorre naturalmente, também chamado de radiocarbono. Uma vez que este isótopo (um elemento com um número diferente de nêutrons no seu núcleo) decai a uma taxa regular, os cientistas podem dizer o quão velho um material orgânico é através da medição da quantidade de radiocarbono presente. Eles descobriram que o menino morreu durante o período medieval, entre 1030 e 1200 dC.

E, aparentemente, sua morte foi violenta, uma vez que Lynch encontrou várias lesões nas costelas e mão que provavelmente foram causadas por uma faca. Todo o esqueleto estava enterrado, mas quando a árvore foi arrancada, a parte superior do corpo, que estava emaranhada nas raízes, ficou para fora do solo.
“Todo o esqueleto estava originalmente presente, mas a parte superior foi bastante danificada pela atividade das raízes da árvore”, disse o arqueólogo Marion Dowd, diretor da SLAs. Fonte: Mistérios do Mundo.