quarta-feira, 27 de abril de 2016

Recôncavo News

Pergunte ao Doutor: Nutricionista responde a 10 perguntas sobre dietas e hábitos alimentares

A nutricionista Rafaela Allevato, coordenadora do serviço de nutrição do Hospital San Paolo, de São Paulo, responde a seguir 10 perguntas sobre dietas e hábitos alimentares.
1) Para emagrecer é preciso comer várias vezes ao dia? 

Rafaela Allevato - Sim, sendo que o ideal é que se coma de três em três horas, além de manter hábitos alimentares saudáveis. Para os lanches intermediários recomenda-se frutas, barras de cereais, torradas e lanches naturais.
2) As dietas da moda, como a dieta da sopa e da proteína são mesmo eficientes para perder peso? 

RA - Sim, para quem deseja perder peso essas dietas são sim consideradas eficientes. Porém, como se restringe um grupo de alimentos específicos — os carboidratos, no caso da dieta das proteínas —, a maioria das pessoas não consegue mantê-la por muito tempo. Portanto, quando a pessoa ingere carboidratos novamente, o ganho de peso é muito rápido, e o famoso efeito sanfona acontece. Além disso, é contraindicada porque pode causar problemas de concentração, além de insônia, tontura e alteração de humor. Vale lembrar que a maior parte do que se perde na dieta das proteínas é massa magra, enquanto a redução da gordura corporal é pequena. Não existe milagre. Como o organismo necessita de todos os grupos de alimentos para funcionar corretamente, o ideal é a reeducação alimentar.
3) Beber água ajuda a emagrecer? 

RA - A água é um grande aliado no processo de emagrecimento, mas por si só não faz milagre. Um estudo americano verificou que uma dieta de baixas calorias aliada a ingestão de água antes das refeições promoveu uma perda de peso 25% maior do que no grupo que fez apenas uma dieta de baixas calorias. Vale lembrar que apenas um copo durante as refeições já é suficiente. Por dia devemos ingerir em torno de um e meio a dois litros de água, que é a quantidade que se perde nas fezes, suor e urina.
Publicidade

4) Evitar o jantar ou fazer jejum ajuda a perder peso? 

RA - Não, pois pular refeições faz com que o organismo crie um sistema de defesa para os momentos de estresse. Quando fica muito tempo em jejum, o organismo passa a estocar esse alimento na forma de gordura para que, se houver outra “ameaça”, ele tenha reservas. Além disso, o jejum diminui o metabolismo, fazendo o corpo gastar menos energia. Porém não se deve exagerar no jantar, pois à noite o metabolismo é naturalmente mais lento. E se não gastarmos essas calorias durante o dia, consequentemente elas viraram reserva na forma de gordura.
5) Dormir mal ajuda ganhar peso? 

RA - Sim, pois uma boa noite de sono está ligada à liberação de serotonina, um neurotransmissor ligado ao prazer. Esse neurotransmissor também é liberado quando ingerimos açúcar. Logo, o organismo tende a compensar a falta de serotonina pela noite mal dormida, ingerindo açúcar. Alem disso, uma noite de sono ruim desregula a produção do hormônio que ajuda a adormecer, a melatonina. A falta desse hormônio aumenta a produção de grelina, hormônio que, por sua vez, aumenta o apetite.
6) Comer apenas alimentos light e diet emagrece? 

RA - Primeiramente, é importante saber a diferença entre diet e light, sendo que os alimentos diet são voltados para uma pessoa que tenha restrição alimentar devido a problema de saúde, como é o caso dos diabéticos. Porém, não é porque o chocolate diet não tem açúcar que ele é mais saudável e tem menos calorias, já que esse alimento contém gordura. Já os alimentos light têm que ter 25% a menos de calorias do que os alimentos tradicionais. Esses podem ser aliados no processo de emagrecimento se ingeridos de maneira e quantidade correta. Porém, muitas vezes o individuo, ao consumir um alimento light, acaba compensando com a ingestão de maior quantidade daquele alimento justamente por ser light.
7) Beber durante as refeições engorda? 

RA - Nenhuma bebida engordará mais se ingerida durante as refeições ou após elas. Ocorre que a ingestão de líquidos em excesso dilata o estômago e prejudica a digestão, principalmente as bebidas gaseificadas.
8) Comer assistindo à tevê engorda? 

RA - Não é o fato de comer vendo tevê que engorda. Mas quando estamos assistindo aos programas e comendo, tendemos a comer mais, pois o cérebro não esta concentrado na refeição. Isso retarda a produção do hormônio que dá a sensação de saciedade. Porém, não é somente a televisão que faz isso. Comer lendo ou mexendo no computador também tem o mesmo efeito.
9) Tomar chá verde ou água fria com limão pela manhã ajudam na perda de peso? 

RA - O chá verde pertence à classe de alimentos termogênicos, ou seja, o corpo precisa gastar mais calorias para absorver seus nutrientes. Além disso, é um alimento diurético. Ajuda a eliminar toxinas e, em consequência, desinchar. Para se obter os benefícios dessa erva, deve-se consumir no mínimo quatro xícaras de chá por dia, que deve ser feito com a própria erva. Já em relação à água fria com limão não existe nenhuma comprovação científica sobre a ingestão dessa bebida e a perda de peso. Existe a crença que alimentos ácidos queimam gorduras, o que não é verdade.
10) Está certo substituir alimentos por suplementos? 

RA - Como nutricionista, seria ironia da minha parte dizer que não existem suplementos capazes de satisfazer a necessidade de nutrientes de uma pessoa. Porém, shakes e suplementos são acrescidos de diversos conservantes, corantes e aromatizantes para melhorar a palatabilidade e aumentar o prazo de validade. De uma maneira geral, são consumidos indiscriminadamente sem qualquer indicação ou acompanhamento nutricional. Além disso, os alimentos têm outra ligação com o indivíduo, o aspecto emocional que um alimento é capaz de levar a um ser humano. Portanto digo que a alimentação é qualidade de vida. E como ter qualidade de vida alimentando-se de cápsulas e shakes? O alimento integra o indivíduo à sociedade, além de satisfazer suas necessidades nutricionais.

Fonte: Blog Vida e Saúde.