sábado, 2 de abril de 2016

Recôncavo News

Governo federal reajusta em 12,5% o preço dos medicamentos

Com um dia de atraso em relação ao determinado em lei, o governo federal autorizou, ontem, o reajuste máximo de 12,5% permitido aos fabricantes na definição dos preços dos medicamentos. Com a publicação da resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) no Diário Oficial, algumas farmácias da capital baiana já estão repassando o aumento para o consumidor. O reajuste já foi sentido pela advogada Nalva Azevedo, de 67 anos, que gasta, em média, R$ 300 com medicamentos por mês. “Um dos remédios que tomo custava, em média, R$ 56 e acabei de comprar por R$ 64,99. 

Como é de uso contínuo não tem como deixar de tomar. O problema é que esse aumento é acima da inflação e os salários não acompanham”. Ela disse ainda que nos últimos meses tem tido dificuldade para encontrar alguns medicamentos. “Não duvido que estivessem limitando o fornecimento para aguardar o reajuste, né?”. A também aposentada Indaraina de Miranda, 64, ainda não teve que desembolsar grana extra pelos medicamentos, mas acredita que o aumento irá pesar bastante, principalmente para os idosos, população que consome mais remédios. Fonte: Correio.