sexta-feira, 15 de abril de 2016

Recôncavo News

Feira de Santana: Operação da Polícia Civil resulta em cinco presos, um morto, drogas e armas apreendidas

Dois homens e três mulheres foram presos e um homem morreu, após trocar tiros com a polícia, durante uma operação realizada na madrugada desta sexta-feira (15), com o objetivo de combater o tráfico de drogas em Feira de Santana. A operação, denominada ‘Anfíbio’, foi efetuada por policiais civis da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), Draco de Feira de Santana, Policiais do Centro de Operações Especiais (COE), sob o comando dos delegados Klaudine Passos e do diretor adjunto do Draco, delegado Alexandre Narita.

Foram presos Gledson Souza Costa, Jamile Vaz Vitório, Ivoneide Mendes de Assis, Verônica Alves Santana e ítalo Tiago de Jesus Santos. Morreu em confronto com policiais, Reginaldo dos Santos, conhecido como ‘Regi Gordo’. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiu. Segundo a polícia, a vítima tinha mandado de prisão em aberto.

De acordo com a polícia, durante a operação foram apreendidas armas de grosso calibre, fuzil, três pistolas, prensa utilizada para manipulação de entorpecentes, além de uma grande quantidade de drogas. Segundo o delegado Alexandre Narita, muitas dessas armas apreendidas foram usadas em homicídios aqui em Feira de Santana.

Ainda conforme o delegado, essa operação já se iniciou há algum tempo visando o combate ao tráfico de drogas em Feira. Ele informou que a operação foi dividida em várias fases, sendo que a primeira etapa foi realizada na semana passada e hoje aconteceu a segunda etapa, principalmente cumprindo mandados de prisão nos bairros Queimadinha e Baraúnas. Segundo Alexandre Narita, esta quadrinha agia há muito tempo em Feira e existem mais pessoas envolvidas.

“Vamos apresentar essas outras pessoas no decorrer das operações. A quadrilha é especializada no tráfico de drogas e ao todo foram oito mandados de prisão, nesta etapa. A operação ainda não foi finalizada. Ao longo dos próximos meses vamos fazer outras operações para desvendar e prender os traficantes que comandam essa quadrilha”, disse.

A delegada Klaudine Passos, responsável pelo comando da operação, confirmou que ela já vem sendo realizada há algum tempo. “É um grupo grande aqui na cidade que tem foco nos bairros Queimadinha e Baraúnas. O que trocou tiros com a polícia era um dos que comandava essa situação, inclusive ordenando homicídios. Chegamos a apreender um fuzil e três pistolas, além de uma grande quantidade de drogas. Era um laboratório que funcionava na casa de Reginaldo”, informou. Fonte: Acorda Cidade.