quarta-feira, 6 de abril de 2016

Recôncavo News

Casamento poliafetivo: Homem casa oficialmente com duas mulheres

O Rio de Janeiro registrou o primeiro casamento poliafetivo da capital carioca. Agora, o funcionário público Leandro Joannattan da Silva Sampaio, 33 anos, a dona de casa Thais Souza de Oliveira, 21, e a estudante de técnica em enfermagem Yasmin Nepomuceno da Cruz, 21, têm seus direitos comuns aos casais que oficializaram união afetiva na Justiça, conforme informado pelo O Globo.
 
Atualmente, os três vivem em Madureira, numa casa de um quarto. A ideia é vender a residência para aumentar a família. Yasmin quer ter um filho e colocar o nome de todos na certidão de nascimento da criança. 
 
Apesar de ser uma novidade na capital carioca, outra cidade já registrou uma união poliafetiva. Em agosto de 2012, na cidade Tupã, interior de São Paulo, um homem e duas mulheres tiveram seus direitos reconhecidos pela Justiça.
 
Assim como no trio do Rio de Janeiro, eles conseguiram acesso ao plano de saúde familiar, reconhecimento para fins de adoção, repartimento de bens e outros benefícios jurídicos.