sábado, 2 de abril de 2016

Recôncavo News

Alimentação Saudável: Saiba quais são os maiores mitos da atualidade

Existem muitos mitos sobre nutrição e alimentação saudável que são propagados nos meios de comunicação social. Mesmo com estudos de qualidade e avanços na ciência, muitos destes mitos não querem desaparecer.
Muitas pessoas começam a sua reeducação alimentar procurando dicas de saúde na internet e isso pode criar muita confusão. Hoje vou destruir vários mitos da alimentação saudável que são comuns.
Aqui está a lista dos mitos da alimentação saudável:

Comer de 3 em 3 Horas Acelera o Metabolismo?


Ao contrário do que muitos pensam, comer de 3 em 3 horas não acelera o metabolismo.

Fazer 2 ou 3 refeições por dia queima a mesma quantidade de calorias que 6 refeições mais pequenas. Comer pequenas refeições pode ajudar a gerir a fome excessiva, mas isso não ajuda a emagrecer.
Para quem quer emagrecer é muito importante criar hábitos que facilitam o controlo do apetite. Diminuir o número de refeições pode ser importante para controlar a fome. Este estudo em homens obesos concluiu que a forma mais fácil de controlar o apetite é fazendo 2 ou 3 refeições grandes, e não 6 refeições pequenas.
Comer todo o dia não é prático e pode ser prejudicial à saúde. Vários estudos comprovam que comer a toda a hora aumenta a gordura no fígado e a gordura abdominal.
O corpo humano não foi feito para estar sempre a digerir alimentos. Um jejum diário de 12 horas é natural e necessário para o corpo. Hoje em dia temos acesso a alimentos 24 horas por dia e isso tem as consequências que podemos ver na maioria da população.
Quando estamos em jejum o nosso organismo tem tempo para recuperar o sistema digestivo e também começa o processo de autofagia. A autofagia é um processo de limpeza e reparação celular, uma espécie de detox, que limpa resíduos e elimina células defectivas. O processo de autofagia consiste na destruição e reciclagem de células e é essencial para manter a saúde.
Fazer um jejum é saudável e é uma boa ferramenta para diminuir a ingestão calórica. Para entender melhor os benefícios de comer na hora certa veja o artigo sobre jejum intermitente.

É Preciso Comer Menos Gordura para Emagrecer?

Parece fazer sentido… Comer gordura faz engordar. As gorduras foram demonizadas por décadas… Ovos, carne vermelha, marisco… Não! A realidade é um pouco mais complexa e depende do contexto.

Uma alimentação com muitos carboidratos e gordura faz engordar, mas não é só a gordura que faz engordar. O problema está na combinação dos carboidratos e da ingestão calórica em excesso.
Uma dieta com gorduras e menos carboidratos emagrece mais do que uma dieta com pouca gordura e mais carboidratos. Este estudo mostra que uma dieta rica em proteína e gorduras é mais efetiva para emagrecer e melhorar a saúde, quando comparada com uma dieta que restringe as calorias e as gorduras.
Para quem quer emagrecer é necessário dar prioridade à diminuição da ingestão de carboidratos refinados.
A ingestão de gorduras e proteínas ajuda a controlar o apetite e tem melhores resultados na perda de gordura, sem a necessidade de contar calorias.

O Sal Faz Mal, Causa Pressão Alta e Dá Ataques Cardíacos?

Durante muito tempo foi dito que o sal eleva a pressão arterial e aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Reduzir o consumo de sal ajuda a baixar a pressão sanguínea até 5mm/Hg, mas não diminui o risco de ataque cardíaco e morte.

Consumir pouco sal pode aumentar os triglicerídeos, o colesterol LDL e pode levar à resistência à insulina. Os pacientes com diabetes tipo 2 e baixos níveis de sódio têm um maior risco de morte. O que podemos aprender com isso é que pouco sal faz mal, e muito sal faz mal.
Hoje em dia a maior parte do consumo de sal vem dos alimentos industrializados. Por isso faz mais sentido comer menos alimentos industrializados, em vez de evitar meter sal no bife ou peixe grelhado.
Se você é saudável e não tem pressão alta, não precisa ter a preocupação de diminuir o consumo de sal. Se o seu médio mandou você diminuir a ingestão de sal, então pode continuar a fazer isso.
Recomendo o consumo de sal marinho, sal dos Himalaias ou outro sal não refinado. Estes sais contêm outros minerais que são benéficos para a saúde.
Para uma leitura mais detalhada veja o artigo do Dr. Victor Sorrentino.

Muita Proteína Faz Mal aos Rins?

Se você toma batidos de proteína whey com certeza já ouviu alguém dizer que “muita proteína faz mal aos rins!”

As pessoas com problemas renais devem comer menos proteína, mas as pessoas saudáveis não precisam de ter essa preocupação. A maioria das pessoas com excesso de peso ou obesidade comem pouca proteína e isso afeta a saciedade, agravando a compulsão alimentar.
Aumentar o consumo de proteína melhora a pressão alta e ajuda a combater a diabetes tipo 2. A proteína ajuda a reduzir o apetite e facilita o processo de perda de gordura. A pressão alta, a diabetes tipo 2 e a obesidade são de risco para os problemas renais.
Comer 1 a 2 gramas de proteína por quilo de peso ajuda a emagrecer e a ganhar massa muscular, sem efeitos adversos em pessoas sem problemas renais.


  • Facebook


  • Twitter


  • Google+


  • Pinterest

A Gema do Ovo Faz Mal?


Os ovos são alimentos muito nutritivos, mas muitos nutricionistas recomendam comer poucos ovos porque são ricos em colesterol. Apesar disso o colesterol alimentar e o colesterol no sangue são duas coisas totalmente diferentes.

Recentemente foi descoberto que na maioria das pessoas o colesterol alimentar não eleva o colesterol no sangue. Os ovos aumentam o colesterol “bom” e não estão associados a problemas cardiovasculares.
Apesar disso alguns estudos descobriram um risco mais elevado de problemas cardíacos em diabéticos que comem muitos ovos.
Comer um café da manhã à base de ovos ajuda a manter o apetite saciado e ajuda a emagrecer.Os ovos são ricos em proteínas e gorduras e mantém o apetite saciado durante mais tempo.
Um estudo em trinta mulheres com excesso de peso e obesidade concluiu que um café da manhã com ovos diminui o apetite e a ingestão de alimentos durante as horas seguintes.
Outro estudo com 152 homens e mulheres com excesso de peso e obesidade chegou à mesma conclusão. Em 8 semanas o grupo que fez dieta e comeu ovos de manhã emagreceu mais 60% que o grupo que comeu pão ao café da manhã.
Apesar dos ovos serem ricos em colesterol, esse colesterol alimentar não eleva o colesterol no sangue e não aumenta o risco de problemas cardiovasculares na maioria das pessoas. Se você quer emagrecer tome um café da manhã com 2 ou 3 ovos e alguns vegetais!

Alimentos Light e Sem Gordura Ajudam a Emagrecer?

Os alimentos light e sem gordura fazem sucesso porque contêm menos calorias. Apesar dissoestes alimentos industrializados não são recomendados pelo seu elevado teor de carboidratos e pela adição de açúcar e sódio.

Para emagrecer é necessário um défice calórico e assim os alimentos light ajudam a diminuir a ingestão calórica… Mas existe outro lado da moeda… Os alimentos light não ajudam a controlar a fome e a manter a saciedade…
Quando a gordura é removida destes alimentos é necessário adicionar açúcar e sódio para compensar a perda de sabor da gordura. O sabor doce é adicionado com xarope de milho ou adoçantes artificiais. Os adoçantes artificiais desregulam o apetite e aumentam a compulsão alimentar. Os adoçantes como o aspartame estão ligados a problemas de saúde como as dores de cabeça, depressão, câncer, síndrome metabólica, diabetes, etc.
Estes alimentos industrializados são ricos em carboidratos, e contém pouca proteína e gordura. Isso promove a secreção de insulina o que leva ao armazenamento de gordura e impede o emagrecimento.
Juntar estes alimentos com um refrigerante ou um suco de fruta é a receita para o desastre, pois o pico na glicemia é tão alto que aumenta o apetite pouco tempo depois de comer.
Estes alimentos industrializados devem ser evitados pois não promovem a saciedade e contém pouco valor nutricional.

É Saudável Ingerir Muitos Carboidratos (Pão, Macarrão, Massa)?

Uma crença generalizada é que a maioria calorias devem ser consumidas a partir de carboidratos, especificamente de cereais. Essa crença é propagada por médicos, mídia e podemos ver isso na pirâmide alimentar ou roda dos alimentos.

O resultado de uma dieta rica em carboidratos e pobre em proteínas e gorduras saudáveis é a epidemia de obesidade e diabetes que podemos ver hoje em dia. Vivemos numa sociedade onde o consumo de alimentos industrializados com baixa densidade nutricional é recomendada pela mídia e até por profissionais de saúde!
Existem muitos alimentos ricos em carboidratos que são saudáveis, mas também existem muitos alimentos prejudiciais como os refrigerantes, sucos de fruta, pão, massa, macarrão e aí por diante.
Se o seu objetivo é emagrecer, a forma mais fácil de melhorar a saúde e queimar gordura é removendo esses produtos alimentares da sua dieta.
Uma dieta rica em carboidratos é recomendada atletas como fisiculturistas, maratonistas, ciclistas e nadadores…
Pessoas com excesso de peso, obesidade, síndrome metabólica, resistência à insulina e diabetes não consumir muitos. Aliás, o excesso de carboidratos é o que levou ao desenvolvimento desses problemas de saúde.
Dietas com mais proteína e gordura saudável permitem diminuir a ingestão calórica e aumentar a densidade nutricional. Esse é o passo inicial para melhorar a saúde.