sexta-feira, 11 de março de 2016

Recôncavo News

Cabaceiras do Paraguaçu comemora os 169 Anos do Poeta Castro Alves

No próximo dia 14 de março, o município de Cabaceiras do Paraguaçu, no Recôncavo baiano, comemora os 169 Anos de Aniversário de Nascimento do Poeta Castro Alves. Para as comemorações serão realizadas uma série de atividades em 12, 13 e 14 de março, a exemplo da 15ª edição do Festival de Declamação de Poemas de Antônio de Castro Alves e do 2º Festival Infantil de Declamação de Poemas de Castro Alves.

O evento - uma iniciativa da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC) - já é tradição na cidade e reúne pessoas de diversas regiões e de todas as idades que prestam homenagem ao grande poeta baiano, autor de Espumas Flutuantes, Vozes D’África e O Navio Negreiro. O evento será realizado no Parque Histórico Castro Alves (PHCA), localizado na Fazenda Cabaceiras, local onde nasceu o poeta. A diretora da DIMUS, Ana Liberato, explicou que o festival foi criado para homenagear o poeta Castro Alves e incentivar a juventude a usar a poesia para manifestar seus sentimentos. “Os poemas do grande poeta expressam o seu romantismo, o seu amor à pátria, além do intenso sentimento libertário”, acrescenta.



No festival, os jurados analisam: originalidade (criatividade utilizada para a apresentação do poema), dicção (clareza das palavras pronunciadas na declamação), fluência verbal (correção e a pronúncia das palavras) e fidelidade ao texto (exatidão e o respeito a todos os versos e palavras do poema). Os jurados serão: Edvard Passos (encenador, dramaturgo e pesquisador das relações de Castro Alves com o teatro e a teatralidade); Eliene Diniz (socióloga com experiência na área de Literatura); Kátia Borges (jornalista e escritora); Osvaldina Cezar (museóloga e coordenadora do Centro Cultural Solar Ferrão) e Patrícia Santos (Professora Mestre em Comunicação Museológica pela UFRB). Edvard Passos, inclusive, traz para as comemorações do aniversário de Castro Alves (dias 17 e 18/03 em Salvador), após quase 150 anos de ineditismo, ‘A Prole dos Saturnos’ - a obra dramática rara e inconclusa do maior poeta do Brasil.

Os concursos acontecem em 12/03, sendo o infantil (que foi lançado ano passado) às 10h e o adulto (tradicional há 15 anos na região) às 13h. No domingo (13/03), acontece uma maratona Castro Alves no PHCA, no período da tarde. Já no dia do nascimento do poeta, segunda (14/03) a programação é mais intensa, com as premiações dos concursos (quando os cinco primeiros colocados se apresentam novamente), o lançamento do catálogo e da digitalização do acervo, além de atividades culturais.

“Além do concurso de poesias que fazemos tradicionalmente, em 14 de março lançaremos um catálogo e colocaremos na internet o acervo do parque para consulta de especialistas, pesquisadores e estudantes”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, no acervo estão desenhos do poeta, parentes e amigos, cartas de familiares, cartões postais, estampas, gravuras e pinturas. “Documentos, fotografias, diploma de Castro Alves, sua matrícula na faculdade de direito, móveis, objetos e até carta de alforria estão na coleção”, diz João Carlos. Estes lançamentos acontecem em 14/03, quando a Dimus/IPAC anunciará o blog ou o site onde o acervo será veiculado. O catálogo e a digitalização do acervo foram viabilizados por dois projetos do Edital Setorial de Museus do IPAC com recursos do Fundo de Cultura da Bahia.

POLÍTICA PÚBLICA - “O Edital Setorial de Museu atende vasta demanda, desde preservação de acervos museológicos, produção de eventos, exposições, livros, cartilhas, vídeodocumentários e atividades educativas”, relata o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. O IPAC fiscaliza ainda os Editais de Patrimônio Arquitetura e Urbanismo. “Os editais permitem que a sociedade, produtores e especialistas participem da política pública cultural de maneira concreta e efetiva”, diz João Carlos.