terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Recôncavo News

Lençol freático ameaça construção de ‘túnel’ no centro de Feira

A Justiça Federal não é a única ‘pedra no meio do caminho’ do projeto de BRT para Feira de Santana elaborado pela equipe de governo do prefeito José Ronaldo (DEM), que está encerrando o terceiro mandato como Prefeito de Feira.
Um lençol freático ( lençol de água subterrâneo situado em nível pouco profundo) existente em Feira de Santana sob a avenida Maria Quitéria pode ser mais uma grande dificuldade para o Governo de Feira caso resolva levar adiante a obra da trincheira (ou túnel) no cruzamento desta avenida com a Getúlio Vargas.
A obra do “túnel” faz parte do projeto global do BRT que está sob suspeição na Justiça. O contrato de empréstimo de dinheiro do FGTS, através da Caixa Econômica, para execução do projeto, foi suspenso por ordem judicial.
Depois da suspensão do empréstimo da Caixa Econômica Federal  o prefeito José Ronaldo convocou a imprensa para dizer que “com dinheiro da Caixa ou sem dinheiro da Caixa” a Prefeitura vai fazer o ‘túnel”. E a obra realmente não parou de todo apesar da decisão judicial.
Neste fim-de-semana o engenheiro Danilo Ferreira divulgou em redes sociais o “perfil longitudinal” (que descreve o decaimento da pista para efeito de escoamento de água) feito pela Prisma Engenharia, empresa autora do projeto.
Segundo ele o documento  “mostra o nível da água do lençol freático da trincheira da Avenida Maria Quitéria a 5,98 metros, 1,2 metros acima do leito da via”.
Uma drenagem que custa 22 milhões e com previsão de término em três anos. É muita irresponsabilidade fazer uma obra como essa”, escreveu o engenheiro.
Fonte: Blog da Feira.