quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Recôncavo News

Feira de Santana: Mais de 60 Policiais cumprem mandados de prisão

Cerca de 50 policiais civis e 15 delegados participaram da Operação Actio, em diversos bairros de Feira de Santana, nesta quinta-feira (25), com o objetivo de combater o tráfico de entorpecentes e os homicídios na cidade. De acordo com o delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador regional de polícia (1ª Coopin), essa operação tinha por objetivo o cumprimento de doze mandados de busca e apreensão, relacionados a homicídios e tráfico de entorpecentes.

Durante a operação foi preso um homem em flagrante com uma quantidade grande de maconha, foram apreendidas armas de fogo e outras pessoas foram conduzidas para investigação. Erico Santos Andrade foi preso no conjunto Feira VII. Segundo a polícia, ele já havia sido preso por tráfico de entorpecentes. Outro homem, Diogo Ferreira Oliveira, está foragido. Uma arma foi encontrada na residência dele.

Segundo o delegado João Rodrigo Uzzum, Erico Santos Andrade é ex-presidiário, conhecido pela polícia por tráfico e integra uma organização. Ele informou que o celular de Erico vai ser periciado e uma investigação será feita para se chegar a outros integrantes.

“Essa operação foi realizada em conjunto com a Delegacia de Entorpecentes, 3ª Delegacia, Delegacia de Furtos e Roubos, Delegacia de são Gonçalo dos Campos e no cumprimento encontramos, em três pontos, armas e drogas. Vamos encaminhar essas armas para a perícia para verificar se existe relação com algum crime de homicídio na cidade e também investigar de onde vieram todos esses entorpecentes. Quatro pessoas foram conduzidas, uma presa e outras levadas para a DTE para averiguação e instalação de procedimento”, disse Uzzum.

De acordo com o delegado, três revólveres calibre 38 foram encontrados, uma quantidade de maconha que ainda será pesada, além de cocaína e crack. Ele destacou que a polícia vai dar sequência com uma série de operações neste ano de 2016 para dá mais segurança para a população feirense.

“Vamos investigar se existe relação desse entorpecente apreendido com o entorpecente encontrado em um Sítio em São Gonçalo dos Campos na última terça-feira (23), da quadrilha de Michel, pois existe uma coincidência nas embalagens e vamos fazer o trabalho junto com a Polícia Federal para saber se tem a mesma origem. Fonte/Foto: Acorda Cidade.