sábado, 18 de abril de 2015

Recôncavo News

Polícia prende 11 membros de quadrilha e apreende R$ 10 mil

Onze pessoas foram presas durante operação da Polícia Civil no bairro de Engomadeira, na madrugada de quinta-feira, 16. Seis quilos de drogas, entre crack e cocaína, R$ 10 mil em espécie, um revólver calibre 38, três carros e seis motos foram apreendidos. A operação visava o cumprimento de 24 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão.
De acordo com o delegado Luís Sampaio, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRACO), a quadrilha, liderada por Maurício Santos Cavalcante, o "Maurício Gordo", e Márcio Silva dos Santos, o "Cavalo", estava sendo investigada há oito meses. Cinquenta equipes, totalizando 180 policiais, participaram da ação.
Jenilson Santos da Paixão, o "Juju", de 26 anos, Djanilton Barreto Santos, o "Perninha", 40, José Carlos Almeida dos Santos, o "Hem", 29, Jadison das Virgens Santana, o "Menor" ou "Tó", 23, Natanael da Silva Lima, o "Chon", Edilene de Jesus, a "Lene", Eliseu dos Santos, o "Buba" ou "Mirim", Elisângela Lima dos Santos, a "Eli" ou "Liu", Erivelton Santos da Paixão, o "Totó" ou "Viola", Alessandro Matos Brito, o "Lequinho", e Michel Souza de Santana, o "Negueba", integravam uma quadrilha de traficantes com atuação na localidade da Lajinha, no bairro da Engomadeira.
De acordo com a polícia, José Carlos tinha a função de tesoureiro do bando, as mulheres, Edilene e Elisângela, atuavam como "olheiras" e "mulas". Elas já estão custodiadas nos Presídio Feminino. Autuado por porte ilegal de arma, Eliseu está no Núcleo de Prisão em Flagrante, no Complexo Penitenciário da Mata Escura.
Segundo o delegado, todo o material apreendido na Lajinha será periciado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). Os demais presos já foram encaminhados à cadeia pública.
Participaram da Operação os departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRACO), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Polícia Metropolitana (Depom), de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e da Coordenação de Operações Especiais (COE), da Polícia Civil. Fonte/Foto: Atarde.