terça-feira, 7 de abril de 2015

Recôncavo News

Campeão Mundial de Boxe, Sertão reencontra filhos após 8 anos

Há oito anos, Valdemir Pereira, o Sertão, jogou tudo para o alto e voltou para sua cidade natal, Cruz das Almas, no interior da Bahia. Impedido de lutar boxe, por doença, o ex-campeão mundial largou sua vida em São Caetano do Sul (SP) e deixou para trás inclusive os filhos. Vivendo de forma humilde, o baiano durante todo esse tempo sofreu com a distância. Seu sonho, ele já havia contado ao UOL Esporte, era revê-los. Nesta semana, ele conseguiu. E comparou a emoção a um novo título mundial.
Sertão é reconhecido nas ruas de Cruz das Almas. Afinal, é o filho mais ilustre da cidade situada a cerca de duas horas da capital Salvador. E foi com a ajuda dos conterrâneos que ele pôde comprar passagens para viajar a São Paulo e rever amigos, familiares e a terra em que viveu sua aventura no boxe, a conquista do cinturão dos penas da Federação Internacional de Boxe, vencendo Fahprakorb Rakkiatgym em 2006.
A vaquinha foi organizada por uma rádio local. Depois de ler a matéria "Ex-campeão de boxe trabalha em loja de departamento e sonha rever filhos", Celso Oliveira, locutor do "Microfone Aberto", da Rádio Santa Cruz FM, Celso aguardou alguns contatos de TV, que prometiam ajudar Sertão. Com a demora das emissoras, ele resolveu fazer uma campanha.
Em um dia, arrecadou o suficiente para garantir ida e volta de Sertão. Faltava apenas a liberação do trabalho do ex-pugilista, que atualmente é carregador em uma loja de departamentos. E o baiano conseguiu livrar quase uma semana para a viagem.
Sertão foi recebido na noite do último sábado pelo técnico com que conquistou seu cinturão mundial, Ivan de Oliveira, filho do medalhista Servílio de Oliveira – à época empresário do lutador.
A ideia da viagem era rever o filho e a filha - Sertão ainda tem um terceiro filho, em Cruz das Almas. No domingo, ele visitou o garoto. Nesta terça-feira, reviu a filha. Reservado, o baiano prefere não expor muito do encontro e dos filhos, mas se emocionou com o gesto dos conterrâneos de Cruz das Almas.
"Se eu era um cara feliz, agora sou um cara muito mais feliz. Sou feliz e realizado, por ter as pessoas que gostam de mim. Ver meu filho foi bom demais, isso não tem preço. Vou levar para o resto da minha vida", disse Sertão. "Eu tenho meus títulos no boxe, e rever meus filhos é como se tivesse ganhado outro cinturão. É bom demais".
O pugilista agradeceu aos cruz-almenses. "Agradeço a toda a população de Cruz das Almas. O povo gosta muito de mim, e sou muito grato. Fui campeão do mundo, representei bem a cidade e sou muito honrado por todos, que me deram essa passagem para ver meus filhos. Só tenho a agradecer a eles, ao meu técnico (Ivan) e todos os amigos que me receberam", completou.
Além das visitas aos filhos e do reencontro com Servílio e seu ex-técnico, Sertão aproveitou a passagem por São Paulo para assistir a uma rodada de boxe. Na segunda-feira, foi à Forja de Campeões, tradicional torneio de iniciantes, que hoje é disputado às segundas-feiras no ginásio do Ibirapuera. Na próxima quinta-feira, ele volta à sua cidade natal. Fonte/Fotos: UOL.