segunda-feira, 30 de março de 2015

Recôncavo News

Homem decapita namorada grávida e leva cabeça em delegacia

Um homem de 23 anos matou e decapitou a namorada grávida e ainda levou a cabeça para a delegacia onde se entregou. O crime aconteceu na última quinta-feira (26), no bairro de Pedreira, zona sul de São Paulo, mas José Ramos dos Santos só se apresentou na delegacia da Liberdade, na região central, no sábado (28). 
 
De acordo com informações da SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), Santos matou e decapitou a namorada Shirley Souza, de 16 anos, por que ela confessou que o traia. Eles estavam juntos há cerca de um ano.
 
Ele, que era usuário de droga, disse que já desconfiava da traição desde o final do ano passado. Mas a confirmação só veio no dia do crime, segundo depoimento. Santos cotnou que quando a namorada acreditava que ele estava sob efeito de droga, falava sobre relacionamentos que mantinha com outros homens.
 
A desconfiança, porém, ficou maior quando a adolescente engravidou. Ele contou que verificou o histórico médico da vítima, na carteirinha do posto, e notou que a última menstrução aconteceu em agosto, periodo em que estavam separados.
 
Na última quinta-feira, ele que mora com um irmão em uma casa na rua Manuel Rodrigues Mexelhão, esperou o outro ir trabalhar e convidou Shirley para um encontro na casa.
 
Após manterem relações sexuais, eles conversaram sobre traições e ela teria confessado que o traiu com um amigo do casal nas vésperas do Natal e Ano Novo. Ele então aplicou uma gravata na adolescente, que caiu desacordada. Ele foi tomar banho e, ao retornar, verificou que a adolescente estava morta.
 
Ainda de acordo com depoimente de Santos à polícia, ele foi até a cozinha, pegou uma faca, cortou o pescoço e arrancou a cabeça antes de enrolá-la em um saco plástico para posteriormente guardá-la em um mochila. O corpo nu foi amarrado nos pés e troncos com sacos plásticos e enrolado em um edredon. Santos ainda o escondeu atrás do botijão de gás.
 
Para o irmão não desconfiar, ele limpou a casa, jogou a roupa que usou para cometer o crime no lixo. A faca usada na decaptção foi levada e guardada dentro da gaveta de talheres.
 
Dois dias se passaram até que o irmão começasse a sentir mal cheiro pela casa. Ele disse que jogou o corpo na viela Tico-Tico, próxima à casa onde morava.
 
Os vizinhos acharam o corpo e chamaram a polícia. Ele pegou a mochila onde estava a cabeça e foi de ônibus até ao 1º DP, na região central, onde se entregou e mostrou a cabeça para os policiais. Ele foi indiciado por homicídio qualificado e está preso temporariamente. Fonte: Bocão News.