quinta-feira, 19 de março de 2015

Recôncavo News

Assassino de bailarino confessa ser garoto de programa

Wallyson Santana de Castro, de 24 anos, assassino confesso do bailarino Reinaldo Pepe dos Santos, solista do Balé Folclórico da Bahia, 40, foi apresentado pela polícia civil na manhã desta quarta-feira, 18, às 11h, na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba. 
Também conhecido como 'Galego' ou 'Roy', Wallyson, foi preso na casa do pai na tarde de terça, 17, em Muritiba (149 km de Salvador), confessou ser garoto de programa desde os 21 anos de idade e disse estar arrependido de ter cometido o crime. "Vou pagar pelo que fiz e sair de cabeça erguida. Não sou uma pessoa ruim", enfatizou.
Ele explicou que havia conhecido Reinaldo Pepe cerca de uma semana antes do crime, e que no sábado, 14, os dois combinaram o programa. Entretanto, já no local onde o bailarino morava, houve uma discussão entre os dois sobre o valor a ser pago a Wallyson que, segundo ele, teria tentado ir embora mas foi puxado pelo bailarino, que o feriu na mão.
O garoto de programa relatou que, para se proteger, deu um golpe com uma lâmina de barbear e depois uma facada no pescoço de Reinaldo. Porém, pelas circunstâncias da agressão, a polícia explica que o bailarino já estaria em uma posição vulnerável, sem possibilidade de defesa.
Em relação ao roubo do notebook e do celular da vítima, o delegado afirmou que Wallyson teve a ideia após o assassinato. Ele chegou a devolver o telefone à polícia e incendiou o computador portátil.
O serviço de inteligência da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Polo Industrial (CIPE-PI) iniciou as investigações do fato na cidade de Mata de São João, onde a mãe de Wallyson mora, e encontrou indícios consistentes da prática delituosa.
Os agentes também verificaram a fuga de Wallysson para a cidade de Muritiba, onde reside o pai dele. Lá, as guarnições da 27ª CIPM e Serviço de Inteligência da CIPE-PI juntaram esforços e localizaram o autor do homicídio que não apresentou resistência à prisão.
Reinaldo Pepe foi encontrado morto na manhã do último domingo, 15, na casa onde morava, na Ladeira do Alvo, na Saúde. Ele foi assassinado a golpes de faca no pescoço e abdômen. O corpo foi sepultado na tarde de segunda, no Cemitério Campo Santo (Federação). Fonte: Atarde.